Pesquisa personalizada

Assinar Feed Assine!

Seguir no Twitter
Siga!

Ser fã no Facebook
Curta!

Artigos publicados Artigos

Comentários recebidos Comentários

Opinião: Bahrein, política e governo

18 de abr de 2012 10 comentário(s)
Saudações, amigos da blogosfera.

Desta vez não se trata de comunicado, nem de miniaturas novas, mas simplesmente resolvi enfim criar uma coluna de opinião - algo que há tempos queria fazer aqui no PH Miniaturas - porque não podia ficar calado diante dos absurdos que estão acontecendo.



Obviamente estou me referindo à realização do Gulf Air Bahrein Grand Prix, no circuito de Sakhir, neste fim de semana. O Bahrein vive um momento de extrema instabilidade social e política, com protestos estourando em diversos lugares do país.

Nos hospitais públicos, são comuns ameaças, maus-tratos e discriminação, de acordo com a Organização Médicos Sem Fronteiras. A Anistia Internacional reporta que as violações aos direitos humanos também são frequentes no Bahrein. Desde o início dos protestos em fevereiro de 2011, morreram ao menos 70 pessoas no Bahrein, milhares foram detidas e dezenas condenadas à prisão, conforme a oposição. A própria F1 cancelou a etapa barenita no ano passado, por (óbvios) motivos de segurança.

Entretanto, o rei Hamad bin Isa al-Khalifa, cuja dinastia governa o Bahrein desde 1783, quer fingir que nada disto está acontecendo e passar a ideia de que o país vai muito bem, obrigado, aproveitando o GP do Bahrein para "unir o país em uma grande celebração". Bernie Ecclestone, naturalmente, fez-se de surdo para os pleitos das próprias equipes da F1 e re$olveu realizar a corrida.

É mais um exemplo de como o esporte e os meios de comunicação podem ser utilizados para servir a interesses econômicos e políticos - não raro, escusos. Não sou nenhum socialista utópico e também sei que o esporte, assim como qualquer atividade humana, não pode ser destacado do contexto social, econômico, político e cultural que o permeia, mas vamos concordar que o bom senso tem limite, e esta corrida ultrapassa todos eles.

Não pude deixar de perceber, falando em jogo de interesses, algo semelhante acontecendo com as principais revistas de circulação semanal do nosso Brasil: CartaCapital, Veja, Istoé e Época. O assunto foi brilhantemente abordado no blog Acerto de Contas, e abaixo faço apenas um pequeno resumo.

O assunto do momento é a CPI do Cachoeira. Dentro deste imbróglio, aparece a figura do araponga Dadá, que até o fim de 2008 trabalhava no serviço de inteligência da Aeronáutica, quando se aposentou, e passou a trabalhar como espião privado.

capa VEJAA capa da Veja destaca pejorativamente a investigação sobre o Cachoeira, afirmando que é apenas um pretexto para o PT desviar o foco do assim chamado mensalão. Na prática os serviços de espionagem de Cachoeira teriam abastecido a revista por anos. O seu editor em Brasília se beneficiou dos grampos do bicheiro. Dali saíram as principais reportagens da revista, inclusive aquela que deu origem ao Mensalão, que foi uma gravação com um pilantra de quinto escalão dos Correios, recebendo R$3,5 mil. Assim, a revista tenta se esquivar da culpa - apesar de provavelmente estar correta em sua abordagem, já que o PT está tremendo nas bases com o que pode sair dessa CPI.



Capa da Carta CapitalA CartaCapital, arquirrival da Veja e muy amiga do governo PT, resolveu entrar de cabeça na discussão da CPI do Cachoeira e tenta desvendar até onde vai a influência dele. Em que pese que a CC continua até hoje ressuscitando defuntos como "corrupção nas privatizações do Governo FHC", vale a pena ler a reportagem e conhecer o lado oculto da lua. Pelo menos pode-se dizer a seu favor que é uma revista comprometida com a transparência, posto que declaradamente assume sua postura de esquerda - ao contrário de outros veículos que posam de imparciais enquanto descaradamente puxam a sardinha para um determinado lado, seja qual for.



capa IstoÉ A IstoÉ (ou seria "QuantoÉ"?) tenta fazer diferente e estampa na capa o araponga Dadá, para assim tentar desacreditar a Satiagraha, já que o sujeito oficialmente trabalhou na Operação comandada por Protógenes. Dadá à época era funcionário público, e foi cedido pela Aeronáutica para a Abin e trabalhou nos grampos telefônicos que levaram à prisão de Dantas. A revista não perdeu a chance de tentar jogar tudo no mesmo saco para livrar seu Chefe Daniel Dantas, cuja cadeia é um pesadelo distante, quase esquizofrênico.



capa ÉpocaPor fim, a revista Época adota uma postura parecida com o rei do Bahrein: finge que nada está acontecendo, que tá tudo muito bom, tá tudo muito bem. Como é de costume nas Organizações Globo, nos momentos em que os parceiros políticos e da imprensa estão encalacrados em alguma confusão, o melhor é se fingir de redondo e sair rolando. A revista simplesmente deu destaque à turnê de Paul McCartney pelo Brasil, ignorando todo e qualquer assunto relacionado à CPI de Cachoeira.




É assim mesmo. Cada cachorro que lamba sua caceta. Haters gonna hate.

Sobre o tema F1, do jeito que está o campeonato não sabemos quem pode vencer a corrida no Bahrein. Mas já podemos apontar um perdedor: a própria Fórmula 1 e, naturalmente, nós, os torcedores.

10 comentário(s):

  1. Anônimo diz:

    ... e M.C., escreve: uma coisa que acho que seria de grande importância para as relações na blogsfera é que se alguém escreve sobre politica importante para quem lê saber qual a ideologia de quem escreve. São tantos países que vocês poderiam falar do povo oprimido por ditadores... Cuba, Coréia do Norte, Venezuela, Bolívia( crack vem de lá...), Egito e as falsas democracias com nossos vizinhos aqui na América Latrina como Argentina, Paraguai, Equador... Na África, vários. Etiópia... Nigéria... Lá, no Oriente Médio, além do Bahrein, tem Iemen... a Síria ! Omã... Vamos ao IDH ! IDH é um índice fantástico porque acaba com a babaquice do "sou a sexta economia do mundo !" Otários caem com mosca no mel. Sexta economia seria bom com qualidade de vida junto. O Bahrein é 42°( 39000 dólares per capita ) mas vamos ver alguns países... 51º para Cuba. Malásia, onde teve GP, 61º. Olha aí um que voce poderia criticar, 71°, Venezuela ! Turquia tem GP ? 92 °. China, a grande China, com o seu GP, 101º ! Índia tem GP ? 134º ! Mas eu não tõ achando o motivo das minha pesquisa... O grande país Brasilsilsil ! Onde a presidenta dá conselhos para a chanceler alemã( 9ª no ranking) e para um presidente americano ( 4º no ranking ). Do governo fantástico onde ninguém critica por ser a sexta maior economia do mundo ou onde ninguém tem coragem de criticar... preferem falar do Bahrein... com 11000 dólares per capita... aí está ! Brasil ! 84º ! Peço que critiquem mais o nosso desgoverno. Obrigado. A entrevista da VEJA é muito boa. Apesar de achar nosso jornalismo subserviente, é a melhor revista, sem duvida alguma. Carta Capital... E todos usam deste procedimento do qual o senhor critica na VEJA. No mundo inteiro ! Só inocente não enxerga isto.

    Anônimo diz:

    ... o que o PT faz usando o partido para a CPI do Cachoeira é vingança porque a revista mostrou o Mensalão em 2005.

    M.C.

    MC, fica tranquilo que não sou nenhum esquerdopata cego. O texto não pretende esgotar o assunto. Agora, te garanto que quando pintar política por aqui de novo, críticas à Terra brasilis não faltarão.

    Abraço e volte sempre, gosto dos seus comentários.

    Anônimo diz:

    ... e M.C., escreve: Pode começar desde já. Delta, Cavendish. Hospitais públicos péssima, educação pública porcanhona. Transporte público horroso... 40% do PIB brasileiro em taxas e impostos vai para o estado perdulário e corruPTo.Viu ? Assunto é que não falta para ficar tão preocupadinho com o Bahrein. Na sua cidade certamente terá algum pobreminha... São Paulo ? Tem o PSDB ou como é o nome do partido do prefeito mesmo ? PSD ! Os "ésses" das duas siglas denunciam se tratar de partidos de esquerda. Light como o senhor. Social pro primeiro e Socialista pro segundo ! E democráticos ! Não, não são de Direita. Conservadores. Bom, estarei esperando. Peguei a cadeira para não ficar em pé porque cansa. Agora, irei pro bloguinho do senhor Groo. Já vi que voces são unidinhos ! Esquerdas adoram fazer esquerdices, até os esquerdistas light... aqueles que adoram as coisas do Capitalismo. E aí, carrinho de F1 dá prá sobreviver ? Bonequinho de Lenin dizem que dava. De Fidel... Uma boa é, ao invés do Lotus 78, fazer o coronel Hugo Chavez abraçado com o Lula. HA !

    Anônimo diz:

    ... sáude pública péssima. Educação pública porcalhona, quis dizer. "Quem escreve lê duas vezes...". Me esqueci disto. Mas o I.D. H. matou todo o seu blábláblá, né ? HA !

    M.C.

    Até acho a corrida lá desnecessária e lamentável, mas a briga política lá passa longe destas churumelas de que o povo está lutando...
    Porra nenhuma... Quem luta é oposição e situação. O povo fica no meio e toma na cabeça.
    É este tom pseudo engrandecido de altruísmo lero lero que lemos na grande imprensa é que me irrita.

    Rapha,

    Essa corrida é totalmente desnecessária, esse lado politico não me agrada.

    Quanto ao campeonato tá realmente ficando interessante. Tomara que seja assim até o final.


    abs

    Anônimo diz:

    Pô, o Comissário Marcelonso joga que a F1 é que está agindo politicamente e, assim sendo, desnecessária é a corrida no Bahrein. Na de contratos. Ora, pede o esquerda( festiva? Paipai é rico e eu sou um revolucionário mas descanso em Paris ! Um rebelde sem causa... ou, quem sabe, um inocente útil perfeito idiota latino americano mesmo )apoio da F1 a causa xiita não tendo corrida lá ! Vai crescer comissário ! estamos na capitalista internet... e o teu papo não cola mais... doutrine em outra vizinhança.


    M.C.

    Anônimo diz:

    ...e a corrida já foi ! Volte a gostar da F1.

    M.C.

    M.C., lembro de seus comentários no Marcelonso e no Groo, gostaria de saber se o sr. tem algum blog, gostaria de ler mais análises suas.

Postar um comentário

Olá! Obrigado pela visita ao PH Miniaturas. A sua opinião é importante para este espaço continuar melhorando, que tal deixar umas palavrinhas?